A fábula Novo Testamento
Jesus o falso Messias de Roma

Samuca & Joaquim e o Evangelho de Lucas
Um saco de mentiras religiosas

Data da escrita: Século IV

Capitulo 1

Verso 1 e 2, apenas para iludir, não diz nada concreto

3 - Pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o princípio

4 - Para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado.

Joaquim, isto foi escrito para o povo ou para o Teófilo?

Oh.., quem é este Teófilo? Pode descrever pra nós quem é este Teófilo?

Claro Samuca, é Teófilo I de Alexandria que ocupou o cargo de 385 a 412

-Espera aí, como pode? escrita do século IV?

Sim Samuca, século IV

Joaquim, dizem por aí que este evangelho teria sido escritos entre 70 e 85, possivelmente na Grécia.

- De jeito nenhum, vamos para o verso 5:

Existiu, no tempo de Herodes, rei da Judéia, um sacerdote chamado Zacarias, da ordem de Abias, e cuja mulher era das filhas de Arão; e o seu nome era Isabel.

Joaquim, este verso está me parecendo outra lambança, este Teófilo foi bem enganado, voce se lembra de algum sacerdote Zacarias nesta data?

- Não era Zacarias, Samuca, em tal época seria o Simão, que foi promovido a sumo sacerdote pelo Rei Herodes

Joaquim o verso 6 até o 25 é somente conto do vigário, vejamos o 26 ao 35, que também não fica atrás:

Samuca, escreveram sexto mês apenas para iludir, e esta cidade de Nazaré não existia na época

- Verdade, e veja o nome do anjo, GabriEL, fizeram uma homenagem ao Deus EL, o Deus bíblico.

- Sim, e o anjo parece mais um soldado romano, salve (Ave), e a opção por uma virgem, é um plágio das religiões anteriores

- E o Gabi manda que Maria coloque o nome Jesus, uma letra J que somente surgiu no século 17

- A citação do espirito santo e Jesus como filho de Deus, prova que é uma escrita do século IV


Joaquim, os restantes dos versos não tem sentido, outro conto do vigário, vamos pular para o capitulo 2

E aconteceu naqueles dias que saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo se alistasse.

(Este primeiro alistamento foi feito sendo Quirino presidente da Síria).

E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.

E subiu também José da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), A fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.

Samuca, ja descobriu aonde está a primeira mentira?

- Sim, Joaquim, logo no verso 1

Não era um decreto para alistar famílias, foi um censo pra cobrança de impostos

E não foi em todo mundo, somente na Síria e na Judéia, e outra vez citam Nazaré que não existia

- Mas tem algo importante, quem escreveu ficou empolgado em mentir e citou Quirino.

- Sim, é verdade, é um ponto chave importante que o povo não enxerga, veja, este censo foi no ano 6.

- Certo, olha, do verso 5 até o final do capitulo só contem conversa fiada, passemos para o capítulo 3


1- E no ano quinze do império de Tibério César, sendo Pôncio Pilatos presidente da Judéia, e Herodes tetrarca da Galiléia, e seu irmão Filipe tetrarca da Ituréia e da província de Traconites, e Lisânias tetrarca de Abilene.

2 - Sendo Anás e Caifás sumos sacerdotes, veio no deserto a palavra de Deus a João, filho de Zacarias.

Samuca, aqui eles criaram o João Batista, nada mais do que um ator que entra em um filme tipo convidado especial.

- Certo, criaram a doutrina do batismo e passaram a bola para o tal João.

Ano 15 de Tibério César, voce se lembra Samuca, a data?

Sim, Joaquim, Tibério começou no ano 14, então foi praticamente no ano 29

Samuca, você tem certesa?
- Claro, Joaquim.
- Então veja esta nota:
João Batista (Judeia, ano -2 ao ano 27)

O aprisionamento de João ocorreu na Pereia, a mando do Rei Herodes Antipas I no 6º mês do ano 26, Ele foi levado para a fortaleza de Maqueronte, onde foi mantido por dez meses até ao dia de sua morte.

O motivo desse aprisionamento apontava para a liderança de uma revolução.

Se João Batista morreu no ano 27, como poderia estar pregando e batizando no ano 29?

Verdade Samuca, e tem mais, quantos anos teria o Jesus?

- Agora enrolou tudo, Joaquim, o Jesus teria apenas 23 anos, que farsa, heim?

- No ano 29, João estava dois anos morto e o Jesus com 23 anos de idade.

- Como fica tal batismo aos 30 anos realizado pelo João?

- É uma boa pergunta sem dúvida

Joaquim, esta confusão se deu porque isto é uma história criada séculos depois, e o tal Jesus nunca existiu.

A história foi montada sobre o filho de José chamado carpinteiro, o Judas da Galiléia.

Sim, é verdade Samuca, José foi um sofredor, teve seu tio e primo assassinados porque se revoltaram contra o jugo Romano

E na crucificação de Judas da Galileia e seus irmãos, provavelmente José ainda estaria vivo.

- O livro de atos trás uma referencia ao Judas da Galileia.

- Sim, mas o texto foi adulterado, aonde ensinam o povo que Judas o Zelote (Primo), é o Judas da Galileia

- Esta ocultação foi realizada para que a história do jesus soe como uma verdade.

- Ainda por cima o livro de Flávio Josefo foi também adulterado neste sentido.

- Veja que eles citaram Tibério César, Anás e Caifás que faziam parte em tal época, veremos se foi uma realidade:

Anás ben Sete (6–15), sogro de Caifás.
Eleazar ben Anás (16–17)
Josefo ben Caifás (18–36), casou com a filha de Anás.
Jônatas ben Anás (36–37 e 44)
Teófilo ben Anás (37–41)
Matias ben Anás (43)
Anás ben Anás (63), Anás, o mais jovem dos cinco irmãos

Portanto o sacerdote da tal época era Josefo, filho de Caifás, e não Caifás

E os versos 4 e 5, foram acréscimos que fizeram em Isaias apenas para enganar tolos, e ainda por cima esta genealogia do Jesus é uma piada.

Sendo assim, passemos para o capítulo 4
Samuca este capitulo fala da tentação do Jesus por Satanás, mas Satanás não existe, assim como Lúcifer, Diabo, que são apenas sinônimos.

Joaquim é verdade, Satanás foi inventado como maneira de desprezar o negro, tendo em vista o ódio que a raça branca tinham da raça negra.

Este capítulo é tudo mentiroso, não vale a pena perder tempo com isto, passemos para o capitulo 5
Lamentavelmente este capitulo tambem não tem nada de concreto, passemos para o capítulo 6
Samuca, começa falando do sábado, uma invenção sobre um Deus que teria se cansado aós 6 dias de trabalho.

Vamos parar no verso 14, a escolha dos discípulos, vamos colocar em ordem explicativa:

Simão, também chamado Pedro, e André, seu irmão.

Este Simão que foi chamado Pedro, era um zelote e irmão de Caifás, não temos dados sobre André ser também seu irmão

Tiago - João - Filipe - Bartolomeu - Mateus - Tomé - Tiago (filho de Alfeu) - Judas
Simão, chamado Zelote (Era filho de José o carpinteiro)

Tiago (Era filho de José o carpinteiro)

Este dois também pertenciam a seita dos Zelotes, o qual o irmão Judas da Galileia foi um dos líderes

Portanto o Jesus oculto deste novo testamento é o Judas da Galileia

Judas Iscariotes, que foi escolhido pelo escritor como traidor, era filho de Pedro e também era um zelote.
Joaquim, voce sabia que a maioria vai te chamar de mentiroso?

- Pois é, mas na verdade o escritor escolheu os zelotes para ser os "discipulos', e nada melhor que usar o lider como "Jesus"

Joaquim, vamos mostrar para o povo os filho de José para que tenham um idéia:

José o carpinteiro, era filho de Jacob com Cleópatra de Jerusalem.

Neto da famosa Cleópatra do Egito, irmão de Herodes Philipe II e Herode Philipe III

Sobrinho de Judas de Gamala, e Ezequiel o Zelote

José o carpinteiro teve sete filhos:

Salomé, TIAGO o justo, Ana, JUDAS DA GALILÉIA, Maria, SIMÃO e José.

Muito bem, Samuca, vamos para o próximo capítulo 7
Apesar de ser tudo mentiras, vamos comentar o verso 14

E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse: Jovem, a ti te digo: Levanta-te.

E o que fora defunto assentou-se e começou a falar.

E aí , Samuca, o que me diz:

- Muito bem, para um Jesus que disse não ter vindo cancelar a lei, e sim cumprir, verifica-se que mentiu.

Pois a crença do povo hebreu não era ressurreição, não existia isto, eles criam na reencarnação.

- Sim, sim, voce está certo, a doutrina da ressurreição foi imposta por Roma após o século V, foi um pedido de uma ex-prostituta, a mulher do Justiniano

Portanto esta cena é falsa, mas como o povo não sabe, então comentamos.

Deixando o resto das mentiras de lado passemos para o capitulo 8
2 - E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios

3 - E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens.

Diga aí, Joaquim.

- Eu vejo uma sacanagem, Maria Madalena era esposa de Jesus de Gamala, a descendencia deste casal deu origem aos reis Merovianos.

Agora quanto a Joana e Cuza, o escritor usou apenas para forçar o povo acreditar na mentira

- Bravo, Joaquim, é isto mesmo

Não tendo mais nada útil para comentar, passemos para o capitulo 9
18 Estando ele orando à parte, achavam-se presentes os discípulos, a quem perguntou: Quem dizem as multidões que sou eu?

19 Responderam eles: João Batista, mas outros, Elias; e ainda outros dizem que ressurgiu um dos antigos profetas.

Aqui temos claramente a crença dos hebreus na reencarnação, em algumas bíblias mais atuais o texto se encontra modificado, aonde procuram introduzir a ressurreição.

20 Mas vós, perguntou ele, quem dizeis que eu sou? Então, falou Pedro e disse: És o Cristo de Deus

Neste verso o escritor exalta o Cristo do Constantino para enganar os ignorantes.

O restante do capitulo nada de importante para comentar, passemos para o capitulo 10
Capitulo 10 apenas conversa fiada, vamos para o capitulo 11
Capitulo 11 apenas contos religiosos, vamos para o capitulo 12
Capitulo 12 ensinos para enganar tolos, vamos para o capitulo 13
Capitulo 13 os mesmo enganos de sempre, vamos para o capitulo 14
Hei Samuca, ta difícil achar alguma coisa para comentar?

- E como está, só não entendo como o povo não enjoa de tanta mentira.

Capitulo 14 Nada além de fantasias, passemos para o capitulo 15
Esta balela se refere ao um filho pródigo inventado, aonde o protestantismo chama de desviado todo aquele que abandona esta seita

No passado eles chamavam de herege e mandava para a fogueira

Veremos o capitulo 16
Neste capítulo o suposto Jesus faz propaganda do céu e inferno, duas criações romanas

Próximo capitulo 17
1 Disse "Jesus" a seus discípulos:
É inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm

2 Melhor fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e fosse atirado no mar, do que fazer tropeçar a um destes pequeninos.

O que vemos aqui? O suposto Jesus mandando matar afogado quem escandalizar um dos pequeninos

Mas quem era tais pequeninos? Pequeninos é apenas um termo, que na verdade seriam os cristãos

Já deixamos bem claro que tal evangelhos foi escrito a partir e modificado no século IV, V, e por aí vai.

portanto é o religioso criando lei para eles poderem agir, igualmente no passado, os Cananeus criaram leis alegando que foi o Deus EL o autor.

E de posse destes escritos, tanto do velho como do novo testamento, o catolicismo e o protestantismo assassinaram milhares de pessoas no passado.

Quem foi perseguido não foram os cristãos, e sim os que não aceitavam o cristianismo, o perseguidor foi o cristianismo

Do verso 24 ao 30, o tal "Jesus" comenta uma série de mentira, que vai da farsa da volta do mesmo até a lenda do dilúvio e a mentira de Sodoma e Gomorra

Isto foi escrito para mais uma vez forçar o acreditar na mentira.

Capitulo seguinte: 18
Neste capitulo vamos analizar o versos 31 a 33:

31 - Jesus chamou à parte os Doze e lhes disse: "Estamos subindo para Jerusalém, e tudo o que está escrito pelos profetas acerca do Filho do homem se cumprirá.

32 - Ele será entregue aos gentios que zombarão dele, o insultarão, cuspirão nele, o açoitarão e o matarão.

33 - No terceiro dia ele ressuscitará".

Nenhum profeta teria falado a respeito, pra começar nunca houve profetas, profetas de quem?

Fizeram modificação principalmente em Isaias para que o povo pense que realmente tal profeta disse.

No verso 33 o tal "Jesus" fala da doutrina da ressurreição que foi criada por Roma após o século V

É muita mentira, passemos para o Capitulo seguinte: 19
No capitulo 19 só temos historinhas, passemos para o Capitulo seguinte: 20
No Verso 33 - o suposto Jesus faz outra propaganda ressurreição

Passemos para o Capitulo seguinte: 21
Neste capitulo uma lavagem cerebral para dar dinheiro, cataram o ultimo centavo da viúva, tem igreja que faz isto

No verso 18 tal Jesus prega uma mentira que não tem preço

Em seguida diz um monte de mentiras que deixam muitos com medo, principalmente para quem se encontra preso na religião

Passemos para o Capitulo seguinte: 22
Verso 3:

Então Satanás entrou em Judas, chamado Iscariotes, um dos Doze.

Satanás ainda seria criado pela massa religiosa, será que o suposto" Lucas", viu esta cena?

Depois ele manda preparar a páscoa, que desejou participar com os discípulos

Samuca, os religiosos mudaram, esta páscoa hoje é chamado de santa ceia.

- Pois é, e aonde está a visão do povo?

No verso 31. "Jesus" diz uma baforada daquelas, e mais uma vez coloca "Satanás" em cena.

Em seguida o que temos, traição de Judas, prisão, Pedro negando, "Jesus" sendo julgado, enfim, mentira é o que não falta

Passemos para o Capitulo seguinte: 23
Este capitulo contem julgamento, Lucas não quase nada da tal "surra", mas relata a "crucificacão' do suposto Jesus

A história que todos ja conhecem, no final explicaremos sobre tal crucificação.

Passemos para o Capitulo seguinte: 24
Neste capitulo final temos a "Ressurreição", conforme ja relatado Roma ainda não criado tal doutrina

Nos versos 42 e 43, "Jesus" come peixe, comendo comida deste mundo após ressuscitar todo glorioso?

No verso 46 outra baforada do "Jesus", se nunca existiu profetas....., e qual deles teria falado que ressuscitaria no terceiro dia?

No verso 51 Lucas diz que o "Jesus" foi levado ao céu, ora, Lucas viu isso? Ou quem teria passado tal informação para o Lucas?

Se alguem passou? Porque não é mencionado seu nome?
Como surgiu a ressurreição, doutrina através de decreto romano após o século V

A ex-prostituta Teodora, que se tornou mulher do Imperador Justiniano, mandou matar todas as ex-companheiras

E não concordando com a reencarnação que era adotado pelos Hebreus, induziu Justiniano a mudar durante o concílio a doutrina da reencarnação para ressurreição, o que foi proclamado durante o Concílio de Constantinopla em 553

Assim a doutrina da reencarnação foi suprimida pela Igreja Católica

- Joaquim, o interessante disto é que a igreja católica simplismente aceitou, acho que gostou da idéia

- Verdade , Samuca,o cristianismo mudou tudo, os hebreus eram monoteitas, e o cristianismo é totalmente politeista.

E esta nova doutrina foi colocada nos evangelhos e também no livro de Daniel, fizeram um cerco para enganar o povo

- E conseguiram, Samuca, o povo discute contra quem com se expressa dizendo que isto é uma farsa

- No velho testamento existe escritos de algumas ressurreições, certamente escrito depois do século V

- Na verdade neste velho testamento tem muita coisa nova

Quem foi na verdade crucificado

Judas da Galileia, era líder dos zelotes, juntamente com seus irmãos Tiago e Simão

Joaquim, voce sabia que estes três estão listados no apocalipse?

Sei, Samuca, o tal Senhor que foi crucicado e as duas testemunhas.

- uma brincadeira que resolveram fazer como o povo, ou melhor uma sacanagem

- Nos evangelhos inventaram dois ladrões, um de cada lado

Porém encontramos neste novo testamento uma dica, mas com uma mente corrompida pela religião, praticamente ninguem tem observado

Samuca,vamos explicar para o povo, ou seja vamos retirar a cerca do engano.

-Certo Joaquim, e pra isto vamos colocar o texto de Atos 5:36-38

Há algum tempo, apareceu Teudas, reivindicando ser alguém, e cerca de quatrocentos homens se juntaram a ele.

Ele foi morto, todos os seus seguidores se dispersaram e acabaram em nada.

Depois dele, nos dias do recenseamento, apareceu Judas, o galileu, que liderou um grupo em rebelião.

Ele também foi morto, e todos os seus seguidores foram dispersos.

Aliás neste capítulo 5 de Atos, contém muitas mentiras, um anjo que teria aberto a porta da prisão...etc

Bem, Teudas se revoltou no ano 46, quando tambem se deu a sua morte, mas tem um bando de mentirosos por aí tentando emcobrir os fatos

Vejamos o relato do historiador judeu, Flávio Josefo:

"Quando Cuspius Fadus era procurador da Judéia, um certo charlatão, cujo nome era Teudas, persuadiu muitas pessoas do povo simples a tomar seus haveres e acompanhá-lo até o rio Jordão.

Dizia que era profeta, e que à sua ordem o rio se separaria abrindo fácil passagem para eles.

Com essas palavras iludiu a muitos.

Mas Cuspius Fadus não permitiu que eles consumassem essa loucura.

Enviou uma unidade de cavalaria contra eles, que matou muitos num ataque de surpresa e também capturou muitos vivos.

Tendo capturado Teudas, cortaram-lhe a cabeça e a levaram para Jerusalém".

Agora anotem:

Cúspio Fado governou a província romana da Judeia, na condição de Procurador, de 44 a 46, sendo substituído por Tibério Alexandre.

Se voce ainda não entendeu, Cuspius Fadus matou Teudas e Tibério Alexandre crucificou Judas da Galileía (Jesus deste novo testamento)

O escritor de Atos na ânsia de mentir acabou passando informação comprometedora, que os religiosos atuais tentam descartar

- Joaquim, certamente que muitos ainda não entenderam, vamos o verso correto, o seja o 36

-Certo Samuca, aí está:

"Depois dele, nos dias do recenseamento ROMANO, apareceu Judas, o galileu, que liderou um grupo em rebelião.

Ele também foi morto, e todos os seus seguidores foram dispersos".

Pois é pessoal, um palavra que foi tirada (ROMANO), foi o suficiente para ensinar o povo alegando que este censo foi no ano 6

Porém o censo foi ROMANO, que se deu no ano 47, data data da crucificação de Judas e seus irmãos, e certamente muitos outros que fazim parte foram tambem crucificados.

Não devemos confundir o censo para cobrança de imposto que foi noa no 6 com os censos Romanos

O mundo religioso mistura tudo para enganar.

Vejam os censos Romanos e suas datas, o censo do ano 47, foi a data da crucificação de Judas da Galiléia

Recenseamentos romanos conhecidos

Data      Valor         Fonte                  Comentários

508 a.C. 130 000 Dionísio de Halicarnasso, V.20

503 a.C. 120 000 Jerônimo de Estridão Ol, 69.1

498 a.C. 150 700 Dionísio de Halicarnasso, V.75
493 a.C. 110 000 Dionísio de Halicarnasso, VI.96
474 a.C. 103 000 Dionísio de Halicarnasso, IX.36
465 a.C. 104 714 Tito Lívio, III.3 « Sem viúvas e órfãos »
459 a.C. 117 319 Tito Lívio, III, 24 Eutrópio, I.16
393-2 a.C. 152 573 Plínio, o Velho , História Natural, XXX.10.16
340 a.C. 165 000 Eusébio de Cesareia, Ol, 110.1
323 a.C. 150 000 Orósio, V, 22, 2 Eutrópio, V.9
294-3 a.C. 262 321 Tito Lívio, X.47
289-8 a.C. 272 000 Tito Lívio, Periocas, XI
280-79 a.C. 287 222 Tito Lívio, Periocas, XIII
276-75 a.C. 271 224 Tito Lívio, Periocas, XIII
265-4 a.C. 292 234 Eutrópio, II, 18 382 233 nas Periocas, XVI 252-51 a.C. 297 797 Tito Lívio, Periocas, XVIII
276-75 a.C. 241 712 Tito Lívio, Periocas, XIX
241-40 a.C. 260 000 Jerônimo de Estridão, Ol, 134.1
234-33 a.C. 270 713 Tito Lívio, Periocas, XX
209-08 a.C. 137 108 Tito Lívio, XXVII, 36 Retificado em 237 108
204-03 a.C. 214 000 Tito Lívio, XXIX, 37
194-93 a.C. 143 704 Tito Lívio, XXXV, 9 Retificado em 243 704
189-88 a.C. 258 318 Tito Lívio, XXXVIII, 36
179-78 a.C. 258 794 Tito Lívio, Periocas, 41
174-73 a.C. 269 015 Tito Lívio, XLII, 16 267 231 nas Periocas, 42
169-68 a.C. 312 805 Tito Lívio, Periocas, 45
164-63 a.C. 337 022 Tito Lívio, Periocas, 46 Plutarco, Aem., 38
159-58 a.C. 328 316 Tito Lívio, Periocas, 47
154-53 a.C. 324 000 Tito Lívio, Periocas, 48
147-46 a.C. 322 000 Eusébio de Cesareia, Ol., 158.3
142-51 a.C. 322 442 Tito Lívio, Periocas, 54
136-35 a.C. 317 933 Tito Lívio, Periocas, 56
131-30 a.C. 318 823 Tito Lívio, Periocas, 59
125-24 a.C. 394 736 Tito Lívio, Periocas, 60
115-114 a.C. 394 336 Tito Lívio, Periocas, 73
86-85 a.C. 463 000 Jerônimo de Estridão, Ol, 173.4 ou 963 000
70-69 a.C. 910 000 Tito Lívio, Periocas, 98 Flégon de Trales, fr. 12, 7
28 a.C. 4 063 000 Augusto, Os Feitos do Divino Augusto, 8.2
8 a.C. 4 233 000 Augusto, Os Feitos do Divino Augusto, 8.3
14 d.C. 4 937 000 Augusto, Os Feitos do Divino Augusto, 8.4[a]
47 d.C. 5 984 000 Tibério Alexandre crucificou Judas da Galileía e seus irmãos Tiago e Simão

- Bom trabalho, Joaquim, permanece na farsa religiosa quem quer.

Sabendo que o povo não estuda e não analisa nada, eles misturam os censos.

- Samuca, este verso 36 de Atos 5, concorda com o que escreveu Flávio Josefo, MAS..., o texto de Josefo tambem foi modificado

Texto de Flavio Josefo foi adulterado e ensinado como verdadeiro, vejam:

“Foi no seu tempo que sobreveio a Jerusalém aquela grande carestia, na qual a rainha Helena mostrou a sua caridade.

Alexandre mandou crucificar Tiago e Simão, filhos de Judas da Galiléia, quero dizer do Judas que na época em que Cirênio fazia o recenseamento dos judeus, incitou o povo a se revoltar contra Roma”.

Observe o destaque que deram para que o leitor grave e fique convencido:

“Quero dizer do Judas que na época em que Cirênio fazia o recenseamento dos judeus, incitou o povo a se revoltar contra Roma”.

TEXTO CORRETO:
“Foi nesse tempo que sobreveio a Jerusalém uma grande fome, na qual a rainha Helena comprou trigo e distribuiu ao povo.
Alexandre mandou crucificar Judas da Galileia e seus irmãos Tiago e Simão por se revoltar e incitar o povo contra Roma”.

Muito bem Joaquim, e para finalizar vamos explicar a lambança do Lucas
A lambança de Lucas
Lucas nada escreveu sobrea a suposta matança das crianças, e nem poderia.

Aliás esta "matança", colocaram na conta do Mateus, este relato na verdade é um crime de injúria.

Pois bem, vamos lá, veja que Lucas informa que "Jesus" nasceu no ano 6

João Batista teria nascido no ano -2 e morrido no ano 27

Ano 15 de Tibério César foi o ano 29 e o João Batista já estava morto

Por outro lado o "Jesus" estaria com 23 anos no ano 29, aonde fica o tal batismo aos 30 anos?

No ano 35 Pilatos sai do cargo, e o Jesus estaria com 29 anos, aonde fica esta tal crucificação aos 33 anos?

- Está muito bom Joaquim, isto já é sufuciente para o povo enxergar a realidade.